Saiba como combater o antienvelhecimento

Saiba como combater o antienvelhecimento

Saiba como combater o antienvelhecimento

Ao longo dos anos, a pele, assim como todos os demais órgãos do corpo, sofre alterações e envelhece. Tais alterações levam à perda de elasticidade e luminosidade, surgem rugas e flacidez. Mas não é só o envelhecimento cronológico que faz com que a aparência da pele mude ao longo dos anos.

Fatores externos como o estresse, o fumo e, principalmente, a radiação solar, influenciam e aceleram o envelhecimento da pele, fazendo com que o aspecto da pele seja alterado mais cedo, com o surgimento de manchas, casquinhas, asperezas, rugas e outros sinais do envelhecimento precoce.


O que acontece dentro da pele

Na epiderme começa a haver uma diminuição de suas camadas. O número de células que se descamam da pele começa a diminuir em função da alteração da renovação celular. Há uma diminuição da produção hormonal e a pele começa a apresentar ressecamento.

A derme começa a apresentar uma diminuição da quantidade e da qualidade do gel coloidal, perdendo sua capacidade de reter a água e de manter o equilíbrio na produção das fibras de colágeno e elastina, que sustentam a pele. Com isso a manutenção da firmeza e da elasticidade da pele fica fragilizada.

Os vasos sangüíneos vão perdendo a capacidade de eliminar as toxinas do organismo e também de nutrir e oxigenar as células da epiderme. Assim sendo, a renovação celular fica prejudicada.

Além de tudo isso, a comunicação entre todas as células da que é essencial para seu bom funcionamento, fica deficiente e fragilizada, desequilibrando uma série de processos naturais, dentre eles os já mencionados.

Saiba como combater o antienvelhecimento

O envelhecimento natural

Ao longo da vida, a pele passa por diferentes fases. É nela que ficam mais evidentes os efeitos do tempo.

A partir dos 12 anos

Começam a ocorrer alterações hormonais e, conseqüentemente, pode surgir o acne.

A partir dos 20 anos

Começam a aparecer os primeiros sinais do tempo. Surgem marcas muito finas, principalmente ao redor dos olhos e da boca. Nessa faixa etária, é comum a ocorrência de peles com graus de oleosidade e acne. Nesta fase os tratamentos priorizam a prevenção contra o envelhecimento.

A partir dos 30 anos

Os sinais iniciais do envelhecimento começam a ser notados. Começam a as primeiras rugas. As fibras de e elastina começam a sofrer alterações na produção e regulação, com efeitos prejudiciais em sua qualidade e quantidade. Em razão dessas alterações, começa o processo diminuição da densidade cutânea, com a perda de firmeza e elasticidade, afetando contorno do rosto. A renovação celular e a hidratação natural da pele começam a diminuir. Nesta faixa etária deve-se tratar a pele para estimular suas funções, prevenindo ou diminuindo os efeitos que se acentuarão com o passar do tempo.

A partir dos 45 anos

Os sinais do tempo já são bem visíveis, com linhas de expressão e rugas acentuadas. A alteração na produção das fibras de colágeno e elastina aumenta e as fibras desorganizam-se. A renovação celular torna-se irregular a pele vai perdendo cada vez mais sua hidrataçãonatural.A queda natural na produção de hormônios traz ainda mais prejuízo a todas as funções da pele. Todas essas alterações fazem com que ocorra perda em sua densidade, firmeza e elasticidade.

A partir dos 60 anos

A pele, como um todo, está bem comprometida, com todos seus sinais bem aparentes: as rugas acentuadas, a perda da elasticidade e da firmeza é perceptível e ela se torna muito mais fina, flácida, frágil, desidratada e desprotegida. A renovação celular é bastante deficiente. A contínua diminuição das taxas hormonais impossibilita a recuperação natural da pele. É a fase em que os ativos que combatem os sinais do tempo são mais necessários a sua revitalização.

Saiba como combater o antienvelhecimento

O fotoenvelhecimento

A partir dos 30 anos, as células que colorem a superfície da pele, chamadas de melanócitos, diminuem de 10 a 20% a cada década. Com isso, os melanócitos que ficam se coram mais. Os raios solares nocivos aumentam o número dessas células de maneira errada, causando as manchas senis, outro sinal do envelhecimento cutâneo.

A pele fotoenvelhecida apresenta perda da elasticidade, rugas, manchas escuras ou claras e alterações da superfície, podendo tornar-se áspera e descamativa. Já a pele envelhecida em decorrência da deterioração natural do organismo tem uma aparência mais fina, flácida, com pouca elasticidade e apresenta rugas finas, porém sem manchas ou alterações em sua superfície. As regiões do corpo que são pouco expostas ao sol como a área próximas as axilas apresentam tais características em pessoas idosas.

Prevenção e tratamento

Felizmente, hoje sabemos que podemos adiar os efeitos do tempo, protegendo a pele de seu mais implacável inimigo: o sol. Além disso, os avanços tecnológicos chegaram aos cosméticos, que hoje possuem formulações poderosas, capazes de reduzir com eficiência os sinais da pele envelhecida.

Os especialistas são unânimes: o tratamento mais eficiente é a prevenção. Quanto antes a pessoa começa a se cuidar, melhor. E quem já atingiu a casados 30 deve começar logo, pois é a partir dos 30 anos de idade que o desempenho biológico começa a declinar.

Alguns cuidados básicos ajudam a preservar a saúde, a beleza e a juventude da pele ao longo do tempo.

Cuidados diários com a pele 

Alguns cuidados simples, se incorporados ao seu dia-a-dia, podem transformar a sua pele, devolvendo-lhe viço, luminosidade e beleza. É claro que alguns problemas de pele requerem mais do que cuidados básicos, mas seja qual for o seu caso e sua idade, adote os cuidados a seguir e sinta na pele a diferença: leia máscara de argila branca para o rosto natural

Saiba como combater o antienvelhecimento

Higiene

Limpar a pele é fundamental para eliminar as células mortas, a sudorese e as secreções naturais da pele, além de resíduos de poluição e maquiagem. O ideal é limpar a pele pela manhã e antes de dormir. A limpeza noturna é essencial, pois nesse período ocorre a renovação celular e, com a pele limpa, haverá uma melhor oxigenação das células. Limpar é fundamental, mas limite este procedimento ao máximo de 3 vezes ao dia. O excesso de limpeza pode desequilibrar a camada natural de proteção da pele, fazendo que haja uma produção excessiva de óleo.

Os produtos para limpeza devem ter pH neutro e devem ser escolhidos conforme o tipo de pele:

Pele normal: é indicado o uso de usar emulsões cremosas, leites de limpeza ou sabonetes líquidos.

Pele seca: use leites ou cremes de limpeza e evite os sabonetes.

Pele oleosa ou mista: o ideal é usar sabonetes líquidos, emulsões, géis ou soluções de limpeza não oleosas.

Hidratação

Todos os tipos de pele precisam de hidratação para manter a camada natural de proteção e um teor adequado de água na epiderme. Como no caso da limpeza, a escolha do produto hidratante deve ser orientada pelo tipo de pele.

Pele normal ou mista: dê preferência a loções e leites hidratantes.

Pele oleosa: o ideal é usar hidratantes em forma de gel, gel-creme, fluidos ou loções cremosas, sempre com formulações livres de óleo (oil free).

Pele seca: requer hidratantes consistentes, em forma de creme.

A utilização de produtos inadequados pode causar oleosidade excessiva e acne, principalmente no caso de quem tem pele oleosa.

Lembre-se de hidratar também a região dos olhos com um hidratante específico.

Proteção

Use filtro solar diariamente, mesmo em dias nublados, para prevenir o envelhecimento precoce e, principalmente, o câncer de pele. Existe uma grande variedade de filtros no mercado, com diferentes fatores de proteção e com fórmulas próprias para o rosto e adequados aos diferentes tipos de pele.

Muitos cosméticos como produtos hidratantes,anti-idade e até mesmo maquiagem já apresentam em sua formulação algum fator de proteção, sendo o FPS 15 o mais comum. Se sua pele necessita de um FPS maior do que o oferecido pelo produto, aplique um protetor adequado cerca de 15 minutos depois da aplicação do cosmético e 15 minutos antes de aplicar a maquiagem.

Saiba como combater o antienvelhecimento

Alimentação

A expressão “você é o que come” é a mais pura expressão da verdade. Uma alimentação saudável e balanceada é fundamental para o bem-estar de todo o corpo, inclusive para a saúde da pele. Uma alimentação equilibrada fornece nutrientes essenciais para o brilho e a vitalidade da pele. Além disso, dietas muito calóricas aumentam a produção de radicais livres, que danificam e oxidam as células, acelerando o envelhecimento.

É importante também ingerir bastante água  ao longo do dia, leia  ÁGUA FONTE DE VIDA   e incluir na dieta alimentos ricos em fibras, que facilitam o trânsito intestinal. Pessoas com problemas de prisão-de-ventre costumam apresentar também problemas de pele.

Encontre nossa página no  Google+

Deixe Seu Comentário