Barriga inchada como acabar com os gases

Barriga inchada como acabar com os gases

Barriga inchada como acabar com os gases

 

Barriga inchada: saiba quais são as possíveis causas do problema

É fundamental nos sentirmos diariamente bem. É claro que um incômodo, como, por exemplo, uma dorzinha de cabeça ou no corpo, dia ou outro, pode ocorrer, por diversos motivos; mas todo sintoma que persistir por muito tempo, ou se repetir com frequência, deve ser investigado.

O fato de observar que a barriga está inchada, por exemplo, também não deve ser ignorado, já que este pode ser um dos sintomas de alguma doença ou problema de saúde.

No caso das mulheres, muitas vezes, a barriga inchada é logo associada à menstruação. Isso porque, de acordo com Eduardo Grecco, gastroenterologista do Hospital Leforte, no período menstrual existe mesmo uma maior retenção de líquidos, levando a este sintoma.

Mas, como o inchaço tende a desaparecer naturalmente com o fim da menstruação, o sintoma não costuma preocupar. Porém, caso o desconforto seja grande nessas situações, uma dica é tomar um chá diurético, como, por exemplo, o chá verde.

Por outro lado, existem casos em que a barriga inchada é proveniente de uma má alimentação ou até de uma intolerância a certos tipos de alimento. Por isso, se você tem sofrido com este problema, vale a pena conhecer, abaixo, alguns fatores que podem estar originando este sintoma. Mas vale destacar que somente um médico poderá diagnosticar qual é o seu caso e indicar o melhor tipo de tratamento.

Gases intestinais

Muitas pessoas, assim que observam estar com a barriga um pouco (ou muito) inchada, associam o sintoma a gases intestinais. Isso porque este pode ser considerado um problema “comum”.

“Geralmente, eles estão associados a uma alimentação irregular e desequilibrada”,

Ainda de acordo com o médico, para que não ocorram os gases intestinais, certos alimentos devem ser evitados. São eles:

  •  Leite e creme de leite. E a situação é ainda pior em intolerantes à lactose.
  • Alguns vegetais, como agrião, acelga, alho, cebola, brócolis, couve, couve-flor, repolho, batata doce, gengibre, milho verde, pepino, nabo, rabanete, pimentão e pimenta do reino.
  • Leguminosas, como ervilha, feijão, lentilha, grão de bico, soja.
  •  Algumas frutas, como banana nanica, caju, caqui, abacate, goiaba, maça, jaca, jabuticaba, melão.
  •  Queijos muito gordurosos.
  •  Doces, como goiabada, marmelada, chocolates. “Açúcar é fermentativo e deixa resíduos”,
  •  Bebidas gasosas, café e bebidas muito doces.
  • Alguns carboidratos, como pães com miolo, Panetone, pão caseiro (onde há muito fermento), croissant, biscoitos recheados, polvilho.
  •  Carnes gordas, como acém, carneiro, costela, músculo, porco e vitela.
  • Frios e embutidos.

 Uma dieta que contenha muita gordura, além da maior formação de gases, pode acabar gerando um quadro de obesidade e os famosos “pneuzinhos” laterais.

Barriga inchada como acabar com os gases

Intolerância à lactose

Outro ponto a ser considerado é que os leites e derivados provocam, em algumas pessoas, processos inflamatórios no organismo, devido à lactose e às proteínas do leite (caseína e betalactoglobulina). Isso provoca inchaço, desconfortos gástricos e excesso de gases. Quando o leite é eliminado do cardápio, esses sintomas desaparecem.

Porém, o leite e seus derivados só devem ser eliminados do cardápio se essa for uma recomendação médica. E, no caso de pessoas que realmente são intolerantes à lactose, a dieta deverá ser elaborada por um profissional.

Intolerância a glúten

O glúten é uma proteína que pode provocar inflamações em algumas pessoas, o que resulta em dores articulares, problemas gastrointestinais, dores de cabeça, indisposição e inchaço. De forma geral, esses sintomas são sentidos por pessoas que possuem intolerância ao glúten ou pelos celíacos.

A retirada da substância do cardápio dessas pessoas elimina os sintomas, porém, como no caso da lactose, vale lembrar que a eliminação do glúten da dieta só deve acontecer com o auxílio de um nutricionista ou após recomendação médica.

Quando procurar ajuda médica?

Vale ressaltar que todos esses casos citados acima são apenas possibilidades, pois, levando em conta um único sintoma – no caso, a barriga inchada – é impossível diagnosticar um problema de saúde ou uma doença.

Em alguns casos, o inchaço na barriga pode até ser sinal de um problema mais grave de saúde. “Por isso, sempre que a pessoa sentir que algo está fora do normal, deve procurar assistência médica pra que se possa avaliar com maior critério”, finaliza.

Agora você já sabe que, por mais que o inchaço na barriga cause, aparentemente, apenas um pequeno desconforto, o caso deve ser avaliado, especialmente se outros sintomas estiverem associados a ele.

Caso você observe que frequentemente sua barriga está inchada, não hesite em procurar um gastroenterologista ou gastrocirurgião. Afinal, com saúde não se brinca!

Alimentos que causam gases: aprenda a evitar o incômodo no preparo das refeições

Recorrendo a alguns truques, é possível continuar consumindo repolho sem sofrer com gases

1. Feijão: deixar o alimento de molho durante toda a noite ajuda a evitar o problema

Apesar de ser indispensável no prato da maioria dos brasileiros e ter o importante benefício de ser rico em ferro, o feijão faz parte da lista de alimentos que causam gases. Isso ocorre devido à presença de carboidratos não absorvíveis, que fermentam com facilidade no intestino.

No entanto, existem formas de evitar que esse alimento queridinho seja responsável pelo problema sem que seja preciso cortá-lo da dieta. Uma delas é deixar o ingrediente de molho durante toda a noite anterior ao seu preparo. Mas, se essa não for uma opção para o seu caso, outro truque é ter o cuidado de trocar a água em que ele está de três em três horas e logo antes de cozinhá-lo.

2. Repolho: adicionar ingredientes que resolvem esse efeito é o truque

O repolho é tão lembrado quando se fala em gases que é até o protagonista de várias piadas relacionadas ao assunto. Mas, felizmente, assim como o feijão, ele também pode ser preparado de um jeito diferente para não vir sempre acompanhado desse efeito e virar sinônimo do problema. Sim, isso é possível mesmo com ele tendo enxofre em sua composição, elemento onde as bactérias intestinais fazem a fermentação que resulta na flatulência.

O segredo aqui é fazer um pré-cozimento da hortaliça e recorrer a ingredientes que ajudem a evitar os gases e o odor quando for preparar o molho. O limão e o gengibre, por exemplo, aparecem como ótimas opções, e ainda adicionam um gostinho todo especial para deixar a refeição ainda mais saborosa.

3. Batata-doce: versão assada ou cozida reduzem os riscos de gases

Muito usada na dieta de quem deseja ganhar massa muscular – e também dos atletas em geral que precisam de mais energia – a batata-doce é um dos principais alimentos de quem prioriza uma alimentação saudável e rica em nutrientes importantes. Mas, sim, ela também vem acompanhada do problema de aumentar a produção de gases se não for preparada do jeito certo, é claro.

A dica nesse caso é servir a batata-doce assada ou cozida em vez de fritá-la. Assim, além de preservar os seus componentes, você também diminui as chances de flatulências por preparar o alimento de um jeito que ajuda o organismo a ter uma boa digestão.

4. Pepino: descascar o vegetal ou deixar de molho no sal grosso é a dica para evitar flatulências e azia

Além de ser um ingrediente versátil para a cozinha, já que pode ser utilizado em várias receitas diferentes, o pepino também entrega diversos benefícios para a saúde – como hidratação e efeito detox no organismo, preservação dos rins e combate à diabetes. No entanto, como também é um dos responsáveis por causar gases, deve vir acompanhado de alguns truques para que o incômodo não apareça depois de seu consumo.

Uma opção simples é descascar todo o vegetal, já que os componentes responsáveis pelos gases e a sensação de azia que muita gente também reclama estão na casca. Outra dica é deixá-lo de repouso por meia hora com um pouco de sal grosso.

Leia : Dicas de remédio natural para soltar o intestino

Barriga inchada como acabar com os gases

Encontre nossa página no  Google+ Facebook

lilica

Olá , “O segredo da saúde mental e corporal está em não se lamentar pelo passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas, mas viver sábia e seriamente o presente.”dicas de saúde, bem estar, cuidado com corpo e mente saudável . invista em você !! tenha uma boa qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *