Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber
Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Colesterol é um dos grandes vilões na luta para manter hábitos saudáveis na alimentação, isso além de ser prejudicial a saúde e acabar interferindo na nossa qualidade de vida.

Hoje em dia, em razão da vida corrida que levamos, acabamos por cultivar o hábito de fazer as nossas refeições fora de casa,  o que nos leva ao consumo de alimentos preparados rapidamente.

Isso contribuiu para a popularização dos fast foods, principalmente pela facilidade e pela agilidade no preparo.

Por outro lado, grande parte desses alimentos possuem um alto teor de gorduras, o que pode contribuir para o surgimento de diversos problemas de saúde, incluindo o aumento do colesterol.

Problemas decorrentes do aumento do colesterol tem sido algo tão recorrente, que diversas campanhas vêm alertando a respeito da importância de controlar os níveis de colesterol para uma vida saudável.

Você já deve ter ouvido falar sobre Colesterol, mas você sabe o que ele significa?

Nesse artigo selecionamos as principais informações sobre colesterol, sua importância, os tipos, quais são os sintomas, o porquê se prevenir, quais são os tratamentos, e onde realizar os exames necessários para acompanhamento das taxas.

O  que é Colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura presente na estrutura das membranas celulares, fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo e está presente no:

  • Fígado;
  • Nervos;
  • Coração;
  • Intestinos;
  • Pele;
  • Cérebro;
  • Músculos.

O nosso organismo produz no fígado, cerca de 70% de todo colesterol. O que comemos é responsável pelos outros 30%.

70% do colesterol produzido pelo nosso corpo é usado para originar alguns hormônios, como:

  • Vitamina D;
  • Cortisol;
  • Estrógeno;
  • Testosterona;
  • Ácidos biliares (possuem um papel importante na digestão das gorduras).

Quando consumimos alimentos com alto teor de gordura, o fígado produz mais colesterol do que o necessário e isso ocasiona a alteração do nível normal para um que não é saudável.

Lembrando, que tanto as altas taxas de colesterolquanto as muito baixas são prejudiciais para a saúde.

Tipos de Colesterol

Existem 03 tipos de colesterol, que são diferentes frações do colesterol total. Separamos as principais informações sobre cada um deles. Confira!

  • Colesterol LDL

O colesterol LDL é uma lipoproteína de baixa densidade, conhecido popularmente como colesterol “ruim”.

Essa fração do colesterol total se acumula nas paredes das artérias sanguíneas, e quando seus níveis estão elevados também aumenta o risco de desenvolver doenças coronárias, como por exemplo: insuficiência arterial, infarto do miocárdio ou derrame cerebral.

Os níveis adequados do colesterol LDL em pessoas saudáveis deverão estar abaixo dos 130 mg/dL sangue e para as pessoas que apresentam algum quadro de risco os níveis não deverão ultrapassar os 70 mg/dL.

  • Colesterol HDL

O colesterol HDL é uma lipoproteína de alta densidade, conhecido popularmente como colesterol “bom” que nos protege do LDL (colesterol “ruim”).

Essa fração do colesterol total possui como principal função extrair o colesterol LDL das artérias e lavá-lo até o fígado onde ele será quebrado e excretado posteriormente.

Por isso, quanto maiores forem osníveis de HDL, menor será o risco de contrair doenças cardiovasculares.

Os níveis adequados de colesterol HDL devem ser superiores a 40 mg/dL de sangue.

  • Colesterol VLDL

O Colesterol VLDL é uma lipoproteínas de muita baixa densidade, produzido no fígado e tem como sua principal função transportar os triglicerídeos pela corrente sanguínea.

Essa fração do colesterol totalestá diretamente ligado à quantidade de triglicérides e os seus níveis são diretamente influenciados pela dieta que fazemos.

Os valores considerados normais devem ser estar em torno de 200mg/dL; Ligeiramente altos quando estão entre 200 e 239 mg/dL e altos quando estão acima de 240 mg/dL.

O que é exame de Colesterol Total?

O colesterol total é a soma das várias frações de colesterol, ou seja, a união do colesterol LDL, HDL e VLDL.

O exame de colesterol total, também chamado de painel ou perfil lipídico, mostra os níveis de colesterol e triglicérides na corrente sanguínea.

Os pacientes que apresentam maiores riscos para doenças cardiovasculares, fazem acompanhamento com dieta e medicamentos para o controle dos níveis de colesterol e/ou apresentam risco de ter hipercolesterolemia, por isso devem realizar o exame regularmente.

Para diagnosticar ahipercolesterolemia, que é o aumento da concentração de colesterol no sangue, deve ser feito o exame de colesterol total e frações.

A detecção precoce da doença pode prevenir doenças como o infarto e o acidente vascular cerebral (AVC).

Altos níveis de colesterol geralmente não causam sintomas, por isso é importante fazer o controle regularmente.

O valor de referência desejável para o colesterol total é abaixo de 190 mg/dL. Quando há o aumento desses níveis, ocorre a dislipidemia.

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Existem fatores que colaboram para o aumento do colesterol, são eles:

    • Hipertensão;
    • Tabagismo;
    • Diabetes;
    • Doença cardíaca pré-existente;
    • Histórico familiar de doença cardíaca;
    • Infarto anterior;
    • Idade (homens acima de 45 anos e mulheres acima de 55 anos);
    • Consumo excessivo de alimentos ricos em colesterol, gordura saturada e gordura trans;
    • Obesidade e sobrepeso

Sintomas do Colesterol Total

Ocolesterol total alto não apresenta nenhum sintoma específico, por isso é importante ficar atento e realizar o exame de sangue para medir periodicamente os níveis de colesterol total.

Esse cuidado deve ser adotado principalmente pelas pessoas que estejam acima do peso ideal, com uma alimentação desregulada, consumo exagerado de gorduras e/ou são sedentárias.

Apesar de ser silenciosa quando os níveis de colesterol total estão muito altos, pode causar doenças como agnina pectoris e infarto agudo do miocárdio que causam sintomas como: dor no peito, falta de ar e palpitação.

Para as pessoas com diabetes, os cuidados com a alimentação devem ser redobrados. Elas apresentam de três a quatros vezes mais ricos do que as pessoas não-diabéticas de apresentar riscos de aterosclerose.

Aterosclerose é a formação de placas de gordura e tecido fibroso nas paredes internas das artérias, o que causa obstruções que impedem o fluxo sanguíneo, a principal causa de infartos, acidentes vasculares e doença arterial periférica.

Inserir alguns alimentos na dieta e praticar atividade físicas é de extrema importância para que as pessoas com diabetes redução os níveis de colesterol total no sangue.

Valores de referência para o colesterol total

Os valores de referência desejável para homens e mulheres, com ou sem jejum deve ser inferior a 190 mg/dl.

Valores superiores a este são considerados altos e é importante que procure um médico para iniciar o tratamento adequado.

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Formas de prevenção

A dupla hábitos alimentares saudáveis e prática regular de exercícios físicos é capaz de manter as taxas de colesterol “bom” (HDL) e “ruim” (LDL) em perfeito equilíbrio, afastando de perto o risco de infarto, derrame cerebral e outras doenças.

Quem sofre com o problema sabe bem que a solução para este mal não está nas pílulas. Mesmo que você siga à risca os horários e as doses dos remédios, sem controlar a alimentação, as taxas de colesterol jamais entrarão nos eixos.

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Os principais passos para controlar os níveis de colesterol total são:

  • Reduzir o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Evitar a obesidade e o sobrepeso;
  • Reduzir o consumo de açúcares simples;
  • Reduzir o consumo de carboidratos;
  • Praticar exercícios físicos com uma frequência de pelo menos 3 a 5 vezes por semana;
  • Consumir gorduras poli-insaturadas  ricas em ômega-3 (. Elas estão presentes nos peixes, como por exemplo: salmão e sardinha).

O uso de remédios para o controle do colesterol total só é recomendado quando estas medidas não são suficientes e quando há indicação do médico especialista.

A importância de acompanhar os níveis de colesterol

A médica Ana Cristina Belsito, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia explica que, apesar de os cardiologistas serem os principais profissionais responsáveis por acompanhar pacientes com colesterol alto, a endocrinologia também faz o acompanhamento da dislipidemia, por se tratar de uma doença metabólica.

O importante é que a sociedade perceba quais são os riscos que a dieta moderna tem, muito rica em gorduras, glicídios e carboidratos. São dietas com valor calórico muito alto. E o indivíduo, até por pressa, por ter uma vida corrida, falta de opção, acaba optando por esse tipo de alimento, muito rico em gordura. E com isso há o aumento dessas gorduras no sangue. São as gorduras saturadas, que com o tempo vão lesando os vasos, as artérias, então aumenta o risco de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares”.

Ana Cristina ainda pontua que os principais fatores de risco para a dislipidemia, elevação de colesterol e/ou de triglicerídeos no plasma, são a hipertensão e o diabetes, além do componente genético.

“O distúrbio metabólico geralmente aparece depois dos 50 anos de idade, mas em pacientes com história familiar, muitas vezes o começo da dislipidemia se observa na infância”. Comenta ela.

Fique atento

Valores em mg/dlColesterol totalLDL (colesterol ruim)HDL (colesterol bom)
 Ideal Menor que 200 Menor que 100 Maior que 50
 SuperiorEntre 200 e 240 Entre 100 e 160 Entre 35 e 49
 Indesejável Maior que 240 Maior que 160Menor que 35

Exame de Colesterol Total 

Em conformidade com a recomendação de diversas sociedades médicas brasileiras, o  adotar a coleta do perfil lipídico (que inclui testes para dosagem do colesterol e suas frações além de triglicérides).

Apesar do jejum não ser obrigatório, recomendamos o jejum de 12 horas, assim como a abstinência de álcool por 72h antes da coleta.

Isso quer dizer que você poderá realizar a sua coleta do perfil lipídico a qualquer momento do dia sem preparo prévio e evitando incômodos causados pelo jejum.

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Consenso estabelece novas diretrizes para realização de testes para colesterol e triglicérides.

Essa mudança leva em consideração o seu conforto para coleta e, com os avanços tecnológicos, não traz impacto nos resultados ou prejuízo na avaliação do médico.

No entanto, pacientes em condições específicas de alterações em um dos componentes do perfil lipídico continuarão necessitando do jejum de 12 horas.

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

O que você pode fazer para reduzir o colesterol

Veja como essas cinco mudanças no estilo de vida podem ajudar a baixar o seu colesterol.

O colesterol alto aumenta o risco de doença e ataques cardíacos. Mesmo tomando medicamentos, estas mudanças também podem melhorar o efeito de reduzir o colesterol.

1. Perca excesso de peso
Estar acima do peso – mesmo pouco – contribui para aumentar o colesterol. E perder peso, mesmo que for de 2 a 4 kg, pode ajudar a reduzir os níveis.

Comece com um olhar honesto em seus hábitos de comer e rotina diária. Conheça seus desafios para perder peso — e as maneiras de superá-los.

Se você come quando está chateado ou frustrado, faça um passeio em vez disto. Se você costuma se servir de comida rápida no almoço todo dia, leve alguma coisa mais saudável de casa.Se você gosta de comer na frente da televisão, tente mastigar cenoura cortada em palitos em vez de salgadinhos. E, procure maneiras de incorporar mais atividade física na sua rotina diária, tal como usar a escada em vez do elevador. Lembre-se de que acrescentar atividade física, mesmo em intervalos de 10 minutos, várias vezes ao dia, pode ajudá-lo a começar perder o peso. Apenas esteja certo de que você pode manter as mudanças que decidiu fazer. Faça um balanço do que você come atualmente e do seu nível de atividade física, e trabalhe lentamente nas mudanças.

2. Coma alimentos saudáveis ao coração
Mesmo que você não tenha tido uma alimentação equilibrada nos últimos anos, fazendo algumas mudanças na sua dieta, você poderá reduzir o colesterol e melhorar a saúde do coração.

Escolha gorduras mais saudáveis. 👇

As gorduras saturadas, encontradas na carne vermelha e produtos de leite, aumentam o colesterol total e a lipoproteína de baixa densidade do colesterol (LDL), o “mau” colesterol. Como regra geral, você deve consumir não mais de 10% das suas calorias diárias de gordura saturada. Em vez disso, escolha cortes de carne mais magros, produtos de leite de baixa caloria e gordura não saturada – encontrada em azeitonas e óleos de canola e girassol – para uma opção mais saudável.

Elimine a gordura trans👇

A gordura trans pode ser encontrada nos alimentos fritos e em muitos produtos assados comercializados, tais como, biscoitos, bolachas e bolos para lanche. Não confie em pacotes que possuem etiqueta “sem gordura trans”. Em vez disso, leia a lista de ingredientes. Você pode dizer se um alimento contém gordura trans, se ele contém óleo hidrogenado.

Limite sua ingestão de colesterol 👇

Ingira não mais do que 300 miligramas (mg) de colesterol por dia – menos de 200 mg, se você tiver doença do coração. As fontes mais concentradas de colesterol incluem miúdos, gema de ovo e todos os produtos de leite. Consuma cortes magros de carne, substitua o ovo e beba leite desnatado.

Escolha grãos inteiros👇

Vários nutrientes encontrados em grãos inteiros promovem a saúde do coração. Prefira pães, macarrão, farinha e arroz integrais.

Abasteça-se de frutas e verduras 👇

As frutas e as verduras são ricas em fibra dietética, que ajudam a reduzir o colesterol. Faça refeições leves com frutas da estação. Se você gosta de frutas secas, limite-se a não mais do que um punhado (a mão fechada). A fruta seca tem mais calorias do que a fruta fresca.

Coma alimentos ricos em ácidos gordurosos ômega 👇

Os ácidos gordurosos ômega-3 ajudam a abaixar o LDL (“mau”) colesterol. Alguns tipos de peixe – como salmão, sardinha e arenque são ricos em ácidos gordurosos ômega 3. Outras boas fontes de ácidos gordurosos ômega 3 incluem nozes, amêndoas e sementes de linhaça.

 Faça algum exercício diariamente👇
Se você está ou não com sobrepeso, o exercício pode reduzir o colesterol. Melhor ainda, a atividade física pode ajudar a aumentar a lipoproteína do colesterol de alta densidade (HDL), o colesterol “bom”. Com o OK do seu médico, trabalhe de 30 a 60 minutos de exercício por dia. E lembre-se, qualquer atividade é útil. Mesmo usar a escada em vez do elevador ou fazer alguns exercícios abdominais, assistindo a televisão, pode fazer uma grande diferença.

 Pare de fumar👇
Se você fuma, pare. Seu nível de colesterol HDL já vai melhorar. E os benefícios não terminam aí. Somente 20 minutos depois de parar, a pressão sanguínea diminui. Dentro de 24 horas, o risco de ataque cardíaco diminui. Dentro de um ano, o risco de doença cardíaca cai pela metade daquele de um fumante. Depois de 15 anos, o risco de doença do coração é semelhante ao de alguém que nunca fumou.

 Beba álcool somente com moderação👇👇
O uso moderado de álcool foi relacionado com níveis mais altos do colesterol HDL — mas os benefícios não são interessantes para alguém que já não bebe. Se você bebe, faça-o com muita moderação. Isto significa não mais do que uma dose por dia para mulheres e duas doses por dia para os homens. Beber álcool demasiadamente pode causar hipertensão, falência e ataque do coração.

Tenha certeza de que as mudanças que você escolheu fazer só vão gerar benefícios, e não se desaponte se os resultados não vierem imediatamente. Com certeza eles virão e você se sentirá muito melhor!

Colesterol Alto Tudo Que Você Precisa Saber

Encontre nossa página no Facebook

lilica

Olá , “O segredo da saúde mental e corporal está em não se lamentar pelo passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas, mas viver sábia e seriamente o presente.”dicas de saúde, bem estar, cuidado com corpo e mente saudável . invista em você !! tenha uma boa qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *