Dicas de saúde para o inverno

Dicas de saúde para o inverno

Dicas de saúde para o inverno

POR QUE COMEMOS TANTO NO FRIO?

É chegada aquela época do ano que a preguiça vem e toma conta de vez! No calor, a desculpa é a moleza gerada pelas altas temperaturas… No frio, a preguiça de sair da cama, a não ser que seja direto para a cozinha! Pois é, quem nunca se deu conta de que no frio acaba comendo muito mais além da conta? É fondue, massas, vinho, sopas cremosas, chocolate e por aí vai…Duvido que alguém no frio sinta vontade de comer uma saladinha, um frango grelhado. Geralmente o que vem é a vontade é de comer alimentos calóricos e gordurosos.

A explicação para tudo isso é que no inverno para que nosso copo mantenha sua temperatura estável ele precisa gastar mais energia. Gastando mais energia nosso organismo irá precisar compensar esse gasto de alguma forma certo!? E ele compensa como? Sim, “pedindo” mais energia, ou seja, calorias.

Dicas de saúde para o inverno

Essa explicação é muito simples, mas saber lidar com isso é bastante complicado. Pois se a situação, digo se a alimentação, sair do controle você irá chegar no verão com uns bons quilinhos a mais e ai, dá-lhe academia! Aliás essa é um outro fator que piora ainda mais a situação, afinal levante a mão quem é que tem coragem de acordar cedo para praticar alguma atividade física? E nem precisa ser acordando cedo, independente da hora geralmente no frio as pessoas tornam-se totalmente sedentárias! E ai que está o perigo: você come mais e gasta menos energia! Totalmente errado né, já que se sabe que o excesso de peso nada mais é do que um desequilíbrio entre o ganho e o gasto energético!

Aqui vão algumas dicas para ter uma alimentação mais saudável no frio:

– Não deixe de praticar atividade física. A atividade física irá te ajudar a esquentar o corpo no frio e além disso irá te ajudar a manter o peso adequado;

–  Prefira chás no lugar do chocolate quente;

– Que tal substituir a salada pelos legumes e verduras cozidos ou em sopas, suflês? Mas sempre fique atento a quantidade de óleo utilizado no preparo e não exagere!;

– Troque o chocolate em pó pelo cacau sem açúcar. O cacau é rico em antioxidantes que nos protegem de diversas doenças.

– Esquente as frutas a vapor ou no microondas. Banana quente com canela por exemplo, é uma delícia!

Dicas de saúde para o inverno

Veja também :⇓

PROPRIEDADES DO CAFÉ

Dicas de saúde para o inverno

O café é uma das matérias-primas com maior importância no co­mércio internacional. É uma das bebidas mais apreciadas em todo mundo, não só pelo seu sabor e aroma, mas também pelo seu efeito estimulante. Por ser uma bebida bastante consumida no mundo todo, diversos estudos têm sido realizados para identificar os potenciais benefícios ou efeitos deletérios do seu consumo.

O café é uma planta originária da Etiópia, na África, mas sua difusão começou na Arábia onde era muito consumido. Em 1554, o café já era conhecido na Europa, e começou a ser cultivado pelos Europeus na suas colônias, no Ceilão, Java e Sumatra. Estima-se que o grão de café torrado possua mais de 2000 compostos químicos alguns destes com atividades biológicas conhecidas, sendo estas adversas ou benéficas. Portanto, os efeitos do consumo de café irão depender da qualidade e quantidade dos compostos químicos ingeridos, estando o consumo moderado normalmente descrito como a ingestão de 3 a 5 doses diárias de café (aproximadamente 150-300 mg de cafeína/dia).

Chegar a conclusões efetivas sobre a capacidade de o café proteger o coração parece ser o principal desafio dos pesquisadores atualmente. A nutricionista Rosana Perim, para o Jornal Folha de São Paulo, que estudou as diferentes formas de preparo do café, concluiu que o café filtrado ou coado não altera os níveis de colesterol no sangue, mas, em processos de preparo sem filtragem, há um discreto aumento. Ainda segundo ela, o consumo moderado de café diminui a oxidação do LDL (colesterol “ruim”), que causa inflamação nas artérias, desencadeando a doença coronariana. Esse efeito está ligado aos compostos antioxidantes do café. Além disso, a pesquisa da nutricionista Rosana Perim observou um efeito colateral do consumo regular da bebida: os 60 participantes do estudo apresentaram uma pequena redução do peso, da circunferência abdominal e do índice de massa corporal. Porém não é recomendado o consumo da bebida a fim de emagrecer. Esse efeito ocorreu devido à ação estimulante da cafeína que aumenta o consumo de energia e, conseqüentemente, o gasto calórico.

Dicas de saúde para o inverno

A possibilidade do consumo de café provocar dependência tem sido um assunto amplamente
debatido. De um modo geral, a maioria dos consumidores de café não parece desenvolver dependência da cafeína. No entanto, alguns estudos descrevem que essa situação pode ser verificada em pequenos subgrupos da população como, por exemplo, no caso de indivíduos com história de abuso de substâncias químicas ou desordens psiquiátricas. De qualquer forma, o risco de dependência da cafeína é relativamente bai­xo, quando comparado com outras drogas.

Quanto à relação entre o consumo de café e ao surgimento de problemas no estômago isso irá depender da sensibilidade de cada indivíduo. Há pessoas que ingerem uma grande quantidade da bebida ao longo do dia e não sentem nada. Em compensação outras pessoas, mesmo com uma baixa ingestão podem apresentar irritação estomacal.

De acordo com Jaime Natan Eisg, chefe do grupo de estômago da disciplina de gastroenterologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, para o Jornal Folha de São Paulo, o café não pode ser apontado como causador de males como gastrite e úlcera, mas pode desencadear sintomas como dores no estômago, azia e queimação e, portanto, o consumo deve ser evitado diante desses diagnósticos.

A tabela abaixo, mostra os principais tipos de café, modo de preparo, caracteristicas e efeitos do consumo!

Dicas de saúde para o inverno

FILTRADO OU COADO

Como é feito: a água é levada ao fogo e, assim que entra ebulição, a chama é apagada -se ficar fervendo, a água perde oxigênio, importante para a extração dos aromas do café; a água quente é despejada aos poucos sobre o café no filtro de papel. Quando é usado o coador de pano, o pó de café é misturado à água aquecida à 97o e depois despejado no bule através do coador

Moagem do grão: média

Características:É a forma de preparo mais utilizada no mundo todo -80% da bebida consumida é feita em filtro ou coador; utilizar grão de qualidade e mais granulado (não moído, muito fino) garante um café saboroso, que não deixa residual amargo após ser bebido
Efeitos: o filtro e o coador não deixam que o cafestol e o kawehol -substâncias relacionadas a um pequeno aumento do colesterol- passem para a bebida; tem tanta cafeína quanto os outros tipos de café (considerados mais “fortes”) mas, por perder elementos voláteis (que dão aroma e sabor) no preparo, é preciso ser consumido em maior quantidade para causar saciedade.

EXPRESSO
Como é feito: 

Em máquina especial, a bebida é extraída por alta pressão de água; a combinação de quantidade, compactação correta de pó, temperatura e volume de água adequados e o tempo certo de extração (entre 20 e 30 segundos) determinam o bom preparo

Dicas de saúde para o inverno

Moagem do grão: média a fina

Características: é uma bebida cremosa, bastante aromática e de sabor marcante
Efeitos: como preserva mais óleos aromáticos, é capaz de produzir as sensações de saciedade e prazer em menores quantidades; apesar de ser mais concentrado e do sabor acentuado, não apresenta maior teor de cafeína do que os outros tipos de café -alguns especialistas afirmam que, por ficar menos tempo em contato com a água, a quantidade no expreso é um pouco menor. O processo deixa que parte dos óleos que aumentam o colesterol (cafestol e kawehol) passe para a bebida.

MOCHA
Como é feito:

Também é extraído por pressão, mas de forma caseira; em uma cafeteira especial (cafeteira italiana), a água é colocada na parte de baixo, e o pó, no filtro interno; a dica é não compactar demais o pó; a cafeteira vai ao fogo baixo até que, por pressão, a água suba para a parte superior do recipiente

Moagem do grão: média a fina

Características: a bebida pode até ficar encorpada, mas nunca será cremosa como o expresso; a extração por pressão e o menor tempo de contato do pó com a água conservam melhor o aroma e sabor do grão
Efeitos: similares ao do expresso, em menor grau; o método pode arrastar um pouco do micropó para a bebida, fazendo com que substâncias como cafestol e kawehol sejam consumidas -isso causa um certo aumento do nível de colesterol.

Dicas de saúde para o inverno

Árabe ou Turco

Como é feito:

O pó e água são misturados em proporções quase idênticas em uma panela chamada “ibrik”; a mistura é levada ao fogo e passa por três fervuras; a bebida é servida junto com a borra de café.

Moagem do grão: muito fina

Características: a consistência deve-se à permanência do pó no líquido, após o preparo; o sabor é mais amargo do que nos outros tipos de café
Efeitos: é o processo que deixa maior quantidade de cafestol e kawehol na bebida, o que acaba interferindo no nível de colesterol; o aumento de colesterol observado em consumidores desse tipo de café é de quase 10 mg por dl de sangue. Não se sabe ainda qual é o efeito com o consumo contínuo e a longo prazo.

Fontes: Rosana Perim Costa, gerente de nutrição do HCor (Hospital do Coração) da Associação Sanatório Sírio, de São Paulo; Eliana Relvas, engenheira de alimentos e coordenadora do Centro de Preparação do Café do Sindicato do Café; Isabela Raposeiras, especialista e consultora em cafés, criadora e diretora da Academia de Barismo (escola para formar especialistas em café).

Assim, a frequência de ingestão, os hábitos alimentares, o es­tilo de vida e a predisposição genética individual para o desenvolvimento de determinadas doenças poderão de igual modo influenciar os efeitos do café na saúde do consumidor. Portanto, consuma com moderação e sempre aliado à uma vida saudável!!

Dicas de saúde para o inverno

Encontre nossa página no  Google+ Facebook

lilica

Olá , “O segredo da saúde mental e corporal está em não se lamentar pelo passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas, mas viver sábia e seriamente o presente.”dicas de saúde, bem estar, cuidado com corpo e mente saudável . invista em você !! tenha uma boa qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *